Dicas para Estratégia das Marcas

Como identificar tendências

Acompanhar as tendências do mercado é fundamental para qualquer profissional de comunicação, mas é ainda mais primordial para o planner que tem a missão de projetar como a marca irá atuar no futuro, mesmo que seja num futuro muito próximo.

Entender como a sociedade se comportará, quais temas estarão em voga e o que será valorizado ajuda a tomada de decisões e a construção de uma marca atualizada com os valores da sociedade. Por isso, os planners devem estar atentos à cultura popular e capacitados para tirar dela o que pode virar tendência. Mas, como acontece o processo para levantamento de tendências?

A pesquisa de tendências é feita a partir de dados secundários e pode ser feita por desk research. Um tema que passa a se repetir pode indicar que uma tendência está surgindo. E ela pode estar surgindo e ganhando força em qualquer lugar: na literatura, na música, na pintura, na gastronomia, nos eventos de rua, nas revistas, nos programas de TV, nas academias de ginástica, nas universidades e até na economia.

Outro ponto a analisar é que para que um movimento ganhe força e realmente vire uma tendência é fundamental que seja reconhecido pela sociedade. Por isso, movimentos que surgem por influenciadores ou marcas fortes têm mais chances de terem credibilidade junto às pessoas.

E, por último, é importante que a temática seja aceita para discussão na sociedade. Há uma década, por exemplo, a sociedade não estava preparada para a discussão de gênero. Hoje, essa temática ganha força sendo debatida nas escolas, programas de TV e pelas marcas.

De forma resumida:

  1. Levante quais temas passam a se repetir e ganhar força na cultura popular;
  2. Avalie se esses movimentos têm o respaldo de influenciadores com credibilidade, sejam pessoas, instituições ou marcas;
  3. Analise se a sociedade está pronta para discutir sobre o tema.

Antecipar o que está por vir permite que as marcas estejam preparadas para lidar com assuntos que a sociedade discute. E isso pode significar o lançamento de novos produtos, uma atualização no posicionamento de marca e até novos mercados e nichos que podem ser explorados. Por isso, a identificação de tendências é um trabalho fundamental para planners que querem trabalhar com marcas inovadoras.

Quer saber mais sobre o assunto?

– Trendwaching: provavelmente o site de tendências mais famoso do mundo, o TW disponibiliza conteúdos free e outros pagos.

http://www.trendwatching.com

– Copenhagen Institute for Future Studies
: instituto que estuda tendências. O site disponibiliza alguns materiais com acesso free e outros por assinatura. Vale olhar também o blog da revista Scenario, produzida pelo CIFS: http://www.scenariomagazine.com/

http://cifs.dk/

WGSN: é a maior empresa de tendências do mundo e foca mais em design, moda e estilo.

https://www.wgsn.com/pt/

Nielsen: o instituto tem uma área dedicada apenas a análise de tendências.

http://www.nielsen.com/br/pt/insights.html?pageNum=1

Trends Observer: plataforma criada por um grupo de pesquisadores que busca tendências de consumo e inovação.

http://trendsobserver.com/

PSFK: o site é rico em conteúdo oferecendo alguns reports free. Aborda uma grande variedade de temas como moda, tecnologia, mídia, design, luxo e artes.

http://www.psfk.com/

TrendHunter: esse site tem de tudo um pouco e é até difícil defini-lo, mas ótimo de acompanhar para saber novidades e descobrir ideias que estão nascendo ao redor do mundo.

http://www.trendhunter.com/

 

Créditos da imagem: https://goo.gl/7KO8k4

Designed by Freepik

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por que as comunidades são importantes para as marcas?

Em fevereiro de 2017, o Facebook lançou um manifesto expressando seu desejo de “fortalecer nosso tecido social e fazer o mundo ficar unido”. Desde então, a plataforma tem redobrado esforços para criar e cultivar comunidades, sugerindo que seus usuários participem de diversos grupos de acordo com seus interesses. A recomendação não se restringe apenas ao ambiente on, mas ganhou a TV aberta com comerciais que trazem exemplos de como as pessoas podem se conectar às outras, com interesses similares, por meio do canal social.

Como definir palavras-chave

Estar nos primeiros resultados do Google é o objetivo de toda marca. O buscador é um verdadeiro portal para o mundo web, onde acontecem, diariamente 3,5 bilhões de buscas. Mas estar nesse seleto grupo só é possível de duas formas: com anúncios pagos (Google Ads) ou com uma boa estratégia de SEO. As duas formas exigem um planejamento de palavras-chave. Também conhecidas como “keywords” elas são a forma como o usuário vai encontrar o site da marca.