Dicas para Estratégia das Marcas
&Then

Cobertura do 100º evento da DMA

Entre os dias 8 e 10 de outubro tive a oportunidade de participar do &Then, em New Orleans, representando a HouseCricket. O 100º evento promovido pela DMA celebrou o dado como o recurso mais valioso das organizações para a geração de ações de marketing. A tecnologia esteve presente em todas as discussões provando que veio para somar e trazer um ritmo bastante acelerado para a comunicação. Confira os principais insights do evento.

Oratória

A arte da persuasão

A instauração da democracia na Grécia Antiga estimulou a retórica no debate político e social para influenciar juízes e até mesmo o povo. Aqueles que queriam se dedicar a carreira política passaram a estudar a arte do discurso. Foi logo em seguida, no século IV a.C. que Aristóteles lançou a primeira obra sobre o tema: Retórica.

101

Como produzir ideias

A geração de ideias é comumente atribuída aos criativos nas agências. Muitas vezes, o restante da equipe se isenta da responsabilidade de gerar ideias por elas não fazerem parte do seu escopo de trabalho ou ainda porque subestimam sua capacidade criativa ou de resolver problemas. Porém, raras vezes vi um criativo sozinho apresentar soluções tão boas quanto aquelas feitas por equipes multidisciplinares.

Micro influenciadores

O poder dos micro influenciadores

O meio digital facilitou de muitas formas o processo de compras para o consumidor final. Descobrir a reputação de uma marca, identificar as falhas de um serviço ou produto ficou fácil e rápido. Nessa onda começaram a surfar os influenciadores digitais. Um profissional que ganhou grande relevância na estratégia das marcas.

Efeito borboleta na estratégia

A estratégia e o efeito borboleta

Em 1960 o meteorologista americano Edward Lorenz descobriu, quase que por acaso, que uma pequena alteração no que quer que seja pode acarretar em consequências caóticas. Ao testar um programa de computador que simulava massas de ar, Lorenz identificou que a mudança quase insignificante de casas decimais do cálculo das massas levava a resultados substanciais.

inteligência artificial nas agências

O que muda nas agências com a IA

Há algum tempo estamos falando sobre o uso da inteligência artificial e como ela pode transformar o modo como as marcas se comunicam com seus públicos e oferecem seus serviços. Alguns movimentos nos últimos dias mostraram que as agências estão se preparando para esse novo momento implementando áreas e sistemas específicos para a análise de dados.

cursos-para

Cursos para Planners

Atualização é fundamental para um bom planner. O blog já trouxe alguns livros indispensáveis na prateleira de um planejador e também do curso da Hoala. Agora, vamos abordar os cursos de duas escolas que ajudam na formação dos profissionais do nosso mercado.

Pré teste de produto

Por que o pré teste pode matar grandes ideias

O desenvolvimento de produto exige altos investimentos. E, na ânsia de poupar tempo e dinheiro, muitas empresas buscam na pesquisa de teste de produto que o consumidor traga as respostas sobre o possível sucesso ou fracasso da empreitada. Mas é preciso tomar cuidado. Nem sempre a pesquisa junto ao consumidor é o melhor caminho para determinar o futuro de um produto que ainda nem foi lançado.

fundo-obscuro-da-loja-de-roupa_1203-1643

A hora da verdade no PDV

Pense no seguinte cenário: você é gerente de marketing de uma marca nacional de roupas femininas. Você tem uma equipe dedicada que se esforça para garantir que o consumidor tenha uma boa experiência em todos os touchpoints da marca: a distribuição está garantida, as lojas têm um projeto arquitetônico que ajuda a transmitir os valores da marca, a vitrine está atualizada com as últimas tendências, a campanha foi clicada por um fotógrafo renomado, o catálogo custou caro mas foi impresso em material de qualidade, as redes sociais respondem a todos os clientes e estão sempre atualizadas, o e-commerce é rápido e eficiente, enfim seu trabalho é exemplar e está tudo sob controle.

Marcas e política

Marcas que assumem posições na política

Vivemos dias difíceis na política e na economia. Os ânimos inflamados despejam opiniões agressivas nas redes sociais. Facebook e Twitter viram palcos como a Ágora da Grécia antiga, aonde cidadãos comuns ganham espaço para falar o que pensam. E as marcas, de olho nas discussões da sociedade, pegam carona para tentar surfar a onda do momento. Mas, será que assumir uma posição e associar a sua imagem à política é realmente saudável?